Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria Bolacha

Maria Bolacha ou Bolacha Maria. Alcunha da adolescência que persisto em conservar.

Maria Bolacha

Maria Bolacha ou Bolacha Maria. Alcunha da adolescência que persisto em conservar.

Vamos tirar uma fotografia?

[Não é isto o que se vê da maior parte do território Almadense? Lisboa?]

IMG_7385_olhares.jpg

- Vamos tirar a fotografia mas, virados para ali, com o rio a fazer de fundo!- disse - com um pouco de sorte e ainda passa o Cacilheiro também.

- Ahl! Assim fica a ver-se Lisboa. - ouvi alguém dizer-me e já não é a primeira vez que ouço alguém dizer-me isto.

Dei por mim a divagar.

Não é isto o que se vê da maior parte do território Almadense? Lisboa?

Dou comigo a pensar que Almada tem um tanto que é tudo ou quase e ainda tem isto... a melhor vista para a capital. Para mim é um extra muito mas muito significativo.
Gosto de poder dizer que da minha "aldeia" vê se o mundo e é verdade.

Minutos depois, o cacilheiro passou. Faz parte da paisagem. Da mobília.

Não haviam "tecnologias destas" nos tempos em que íamos para o Bairro Alto e depois ao Johnny Guitar. Corriam os anos 90. E todos sabíamos os horários dos barcos.
Se houvessem, na altura pareceriam naves espaciais, saídas de um episódio da Guerra das Estrelas de George Lucas. Um clássico que, ao contrário do que parece ser a triste sina do velho cacilheiro, não passa de moda.

O novo cacilheiro, que aqui rumava ao Porto Brandão.
E as histórias que eu vos poderia contar de tão nobre paragem e de mergulhos no Tejo, tal qual meninos do rio.
Mas terá que ficar para um outro dia.